segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Inspiração Pessoal para o Carro


Tenho mostrado aqui um carro ou outro que reflita o que busco no Projeto Tsunami.

Hoje, no entanto, quero falar daqueles carros que me inspiraram a ter um carro forte mas plenamente utilizável. Não vou citá-los em ordem cronológica e também não mencionarei todos. Mas aí vão eles:

Ford Escort Cosworth:

Quando era adolescente fiquei sabendo deste modelo de rally, com motor Cosworth, tração integral, turbo, intercooler com injetores de água, para-lamas alargados, e muitas outras coisas mais. O melhor: havia uma versão de rua. Versão de rua esta que pude ver no shopping Flamboyant, ainda moleque, em uma exposição de carros que houve lá. Me lembro dos detalhes como se fosse hoje. Ventilação no capô, os cintos de quatro pontos, bancos Recaro com os encostos de cabeça vazados, preenchidos apenas por uma telinha...


O modelo era exatamente igual ao da foto.

Yamaha Ox 99 e Ferrari F40:

No fim da década de 80 e começo da década de 90 fui ouvir o termo Fórmula 1 de rua. Adorei. Estes dois carros refletem bem a idéia: muito motor, baixo peso e estilo. Pena que não sou nenhum xeique árabe para ter um dos dois (ou os dois, com suas respectivas versões roadster e perua...) na garagem.




Puma AM4:

Já em 1994, me deparei com a revista cuja matéria eu apresento abaixo (retirada do site pumaclassic):




Um novo termo surgia depois desta matéria: Fórmula 3 de rua!!! Muito mais palpável. Claro que o carro da matéria era feio como bater na mãe em dia de Natal, mas o meu Puma seria lindo...
Me decepcionei com o Puma como contei aqui, mas a idéia de colocar peças de Fórmula 3 em um carro de rua ficou.

Porsche 993 Gt2:


A reportagem em uma revista de 1996 me chamava a atenção: 32cv mais potente que o Turbo e 200kg mais leve. Porque só 32cv mais potente? Simples, porque era 200kg mais leve. Genial. Fazia jus ao que o grande Collin Chapman dizia: "Light weight is better than big power"!
O melhor do carro: podia ser usado na rua sem problemas...

O que aproveitei de tudo isso no projeto?

  • Escort Cosworth - aparência de esportivo e uso de itens de rua em um carro de competição;
  • F1 de rua - para não dizer que não aproveitei nada: preocupação com o peso, carinho no desenvolvimento do veículo e uso indiscriminado da fibra de carbono (no futuro);
  • F3 de rua - filosofia de preparação do motor, principalmente o sistema de alimentação;
  • Porsche GT2 - bom gosto na retirada do peso sem parecer um carro depenado, melhoria na potência.
Estes foram os carros que me marcaram, embora também façam parte desta lista Lotus Omega, Lotus Lada, todos os outros Lotus, uma infinidade de Porsches e assim vai.

No futuro quem sabe o Tsunami possa marcar a forma de alguém modificar seu carro...

Abraço a todos!!




3 comentários:

  1. Caaaara! O Escorth Cosworth é um dos carros mais legais que já vi! Claro que hoje existe muitos outros que eu gosto, mas esse sempre me alegrou os olhos! O interesse surgiu quando eu vi, nem sei onde, uma mini da MB com a bandeira da Inglaterra em toda a lateral... levei mais de um ano caçando a danada, mas hoje ela está bem guardada junto com outros Escorts e Focus na minha estante. Lembro que na época eu pesquisava muito sobre o carro, e agora, com esse post me veio a recordação! Sem dúvida é um carro de encher os olhos e um bela inspiração para o Tsu!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Fer, meu primeiro carro foi um Escort, do modelo de segunda geração. Quando fui trocá-lo, olhei muito os Escorts mais novos, de preferência vermelho, pois estava a fim de fazer uma réplica do Cosworth. E por réplica eu não estou falando só de adereços estéticos...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...